Skip to content

ERP Uma visão geral

June 18, 2008

Pra quem estava procurando um texto sobre ERP e nem sabia o que seria isso,como eu,então ai vai uma boa dica que foi publicada no site Linha de Código:

Uma visão geral sobre ERP

Publicado em: 18/06/2008

ERP significa Enterprise Resource Planning, ou seja, planejamento de recursos empresariais. É um sistema integrado de gestão que trabalha com regras de negócios. Ele garante redução de custos e eficiência na integração de processos de negócios.

ORIGEM

Com o surgimento da globalização, o clima de concorrência entre as empresas mundiais ficou muito acirrado. Por esse motivo, essas empresas para se manterem à frente de seus concorrentes, descobriram na tecnologia de informação um braço muito forte para garantir a vantagem competitiva.

Em meados dos anos 60, surgiu uma ferramenta chamada MRP I – Material Requirement Planning. Essa ferramenta apenas fazia o cálculo de necessidades de compras e através de previsões de vendas e de seus estoques, também fazia o cálculo de necessidades de produção. Porém, com o tempo, sentiu-se a necessidade de uma ferramenta que não apenas mostrasse o que comprar e o que produzir, mas também quem, quando e com quais recursos produzir. Dessa forma, surgiu o MRP II – Manufacturing Resources Planning, ou seja, planejamento dos recursos da manufatura.

Porém, com o passar dos anos, o mercado sentiu a necessidade de uma ferramenta que além do MRP I e MRP II, também cuidasse dos processos de negócios. Com isso, surge o ERP, uma ferramenta de apoio às operações e aos processos composta pelos módulos de faturamento, financeiro, recursos humanos, produção, materiais, controladoria, distribuição, vendas, estoques, etc.

MODELO TRADICIONAL x MODELO ERP

O modelo tradicional de sistemas de gestão é aquele onde cada módulo citado acima contém a sua própria base de dados, não havendo integração entre essas bases. Dessa forma, ocorre uma fragmentação e inconsistências de dados e informações, e desperdício muito grande de tempo para recuperação de informações.

No modelo ERP, existe uma base unificada de dados, fazendo com que aja integração entre os módulos (comunicação) e integridade dos dados. Assim, garante a tomada de decisões rápidas e criativas, e informações gerenciais consistentes.

ERP: ONTEM, HOJE E AMANHÃ

No início, os sistemas ERP eram compostos apenas pelos módulos de manufatura, materiais, distribuição, finanças, comércio exterior e recursos humanos. Porém, atualmente, essas soluções já contêm ferramentas de Customer Relationship Management (CRM), business intelligence (BI) e data warehouse (DW). Porém, fala-se muito que num futuro não muito distante os sistemas ERP serão ferramentas totalmente WEB com bases de dados virtuais podendo ser acessadas por qualquer computador, palm tops ou telefone celular em qualquer parte do mundo, dando também suporte ao comércio eletrônico.

Atualmente, existem dezenas de sistemas ERP no mercado voltados para as empresas de todos os portes (pequenas, médias e grandes empresas). SAP, Microsiga, RM sistemas, Datasul, Logocenter, Bann e Oracle (People Soft e JDEdwards) são as principais empresas fornecedoras de sistemas de soluções empresariais. No ano passado, vimos o maior grupo de desenvolvimento de sistemas TOTVS e proprietário do sistema Microsiga incorporando as empresas RM sistemas e Logocenter, deixando para trás a empresa SAP dentro da América Latina. Trata-se de um mercado muito concorrido, porém com margem sólida de crescimento, visto o grande número de pequenas e médias empresas que ainda não utilizam sistemas de gestão empresarial.

CONCLUSÃO

Os sistemas ERP além de proporcionar a integração dos dados e processos, transformando esses dados em informações gerenciais, são flexíveis, ou seja, permitem que suas funcionalidades sejam parametrizadas, permitem o crescimento modular integrando mais funcionalidades, permite o gerenciamento de mudanças de processos e podem ser realizadas customizações, o que significa que se a ferramenta padrão de ERP não atender a empresa completamente, é possível customizar algumas rotinas para atender os requisitos específicos da organização.

BIBLIOGRAFIA

Haberkorn, Ernesto. Teoria do ERP – Enterprise Resource Planning, São Paulo: Makron Books, 1999.
Haberkorn, Ernesto. Gestão Empresarial com ERP, São Paulo: 2006.
Apostila de Educação e Treinamento SAP Brasil – Team SAP Academy.

http://www.linhadecodigo.com.br/Artigo.aspx?id=1840

No comments yet

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: